[Beatriz da Silva Marcelino – 2º semestre]

Diante da declaração feita por Jair Bolsonaro a respeito do desaparecimento de Fernando Santa Cruz, pai de Felipe Santa Cruz, atual presidente da OAB, durante o regime militar, o Centro Acadêmico João Mendes Júnior se manifestou contra a declaração do presidente por meio de uma nota conjunta com os Centros Acadêmicos das faculdades de direito da USP e da PUC-SP no dia 30 de julho de 2019.

Segundo Gustavo Pereira, atual presidente do Centro Acadêmico João Mendes Júnior, houve 10.000 visualizações e mais de 70 compartilhamentos. Essa informação mostra a notável repercussão da nota entre os mackenzistas e o grande descontentamento dos estudantes com o atual governo, principalmente devido aos constantes discursos de Jair Bolsonaro exaltando torturadores e o regime militar.

Além disso, a nota tem um significado importante para os mackenzistas. Após 50 anos da Batalha da Maria Antônia, confronto que marca a história da Universidade Presbiteriana Mackenzie, os alunos demonstram estar a favor do Estado Democrático de Direito e em defesa dos direitos humanos. Dessa maneira, conclui-se que os atuais estudantes estão mudando a imagem da instituição.

Para ler a nota de repúdio, acesse o link https://www.facebook.com/cajmjr/photos/a.599418833452425/2514425058618450/?type=3&theater

Siga o JP3:

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3

Mais notícias e informações:

 

Jornal Prédio 3 –JP3, é o periódico on-line dos alunos e antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e a Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito do Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe e escreva! Siga no Instagram!