Jornal Prédio 3 - JP3

O jornal dos alunos e antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Direto da Redação

O que são e como cumprir com as temidas “horas complementares” no curso de Direito? E qual a diferença entre Ensino, Pesquisa e Extensão?

Aparecida Oliveira – 3º semestre

adolescent adult beauty blur

Foto por Pixabay em Pexels.com

Me deixa ver… você acabou de entrar no Mackenzie, tá super animado mas logo nas primeiras semanas de aula ouviu falar sobre “horas complementares” e nem sabe do que se trata. Ou você está na faculdade há mais de um semestre (ou vários), entrou na maior empolgação falando pra toda sua família que ia fazer a diferença, estudar muito, ser “o profissional” e ao se deparar com a quantidade imensa de textos , trabalhos e provas, fica desanimado porque sequer tem tempo de correr atrás, mas ao mesmo tempo fica uma pilha porque vê que o tempo tá passando e você realmente não sabe por onde começar!

Mas o que são horas complementares ou atividades complementares? Quem inventou? São obrigatórias ou só existem pra deixar o aluno mais enlouquecido?

Calma, pra tudo existe uma razão e um porquê. O Ministério da Educação descreve as atividades complementares como aquelas que “têm a finalidade de enriquecer o processo de ensino-aprendizagem, privilegiando a complementação da formação social e profissional”. É regida pelo Parecer do CNE (Conselho Nacional de Educação) nº 492/2001, ou seja, são obrigatórias e não adianta correr! Mas vamos entender como funciona tudo isso e tomar coragem pra literalmente colocar a mão na massa!

O que estabelece o referencial para as Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Direito, dentre outros cursos, é o Parecer nº 67/03. O documento, de 74 págs, descreve o conceito e o que pode ser feito para compor as atividades complementares que podem incluir projetos de pesquisa, monitoria, iniciação científica, projetos de extensão, módulos temáticos, seminários, simpósios, congressos, conferências etc.

Okay, clareou mas não resolveu porque mesmo com tudo isso você ainda fica perdido e, ao ver os semestres passarem, depara-se com pouquíssimas horas de extensão (que são mais fáceis de obter), te faltam as demais e você não tem noção por onde começar. Então vamos detalhar o que significam atividades de Extensão, Ensino e Pesquisa.

1. Extensão

Extensão, segundo o próprio site da faculdade, “é o processo educativo, cultural e científico que articula o ensino e a pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre a universidade e a sociedade” e ainda aquelas que envolvam a prestação de serviços à comunidade, descritas abaixo:

  • programas;
  • projetos;
  • cursos;
  • eventos (congresso, conferência, palestra, mesa-redonda e painéis, ciclo de debates, exposição, espetáculo, evento esportivo, festival, campanha, oficina, simpósio, jornada, seminários, fórum, reunião);
  • prestação de serviços (consultoria, assessoria, curadoria, assistência hospitalar à saúde, assistência ambulatorial veterinária, exames laboratoriais, perícias, laudos técnicos, assistência judiciária, pesquisa encomendada, restauração e conservação de bens, visitas monitoradas);
  • publicação e outros produtos acadêmicos (livro, capítulo de livro, anais, manual, jornal, revista, artigo, comunicação, relatório técnico, produto audiovisual, programa de rádio, programa de TV, aplicativo para computador, jogo educativo, produto artístico)

2.Ensino

São atividades de aquisição e/ou transmissão de conhecimentos, cultura e formação geral, tais como:

  • participação em cursos de atualização e extensão universitária;
  • monitorias;
  • palestras;
  • cursos de idiomas ou aprovação em exames de proficiência;
  • cursos livres;
  • participação em evento científico nacional e internacional;
  • publicação de trabalho científico.

3.Pesquisa – Iniciação Científica

Atividades de pesquisa são aquelas que envolvem a participação do aluno em projetos de pesquisa e “têm como função devolver à sociedade aquilo que é produzido no núcleo da faculdade” e compreendem:

  • os programas de iniciação científica (PIBIC/PIVIC);
  • iniciação à pesquisa;
  • participação em grupos de estudos e pesquisa;
  • publicações de artigos e resenhas em revistas acadêmicas;
  • apresentação de trabalhos em eventos acadêmicos.

Essas atividades práticas e teóricas são acompanhadas por um professor-orientador. A pesquisa é apoiada pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie que, por meio de sua Entidade Mantenedora e do Fundo Mackenzie de Pesquisa (MackPesquisa), tem disponibilizado bolsas de pesquisa aos alunos-pesquisadores que participam de Processos Seletivos (informados pela publicação de editais específicos). Os Programas também contam com o apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e tem quantidade específica de bolsas, sendo 100 para o MackPesquisa, 10 para o Santander, 80 para o Mackenzie e 40 para o CNPq, já mencionado acima.

Para participar do processo, o aluno deve estar matriculado entre o 1º e antepenúltimo período no ato da inscrição, vincular seu projeto com o do orientador, não acumular bolsas com outras do Mackenzie e não pode ter vínculo empregatício CLT (neste caso pode ser voluntário), além de ter que apresentar desenvolvimento acadêmico satisfatório.

Depois que o aluno acha o tema e encontra um orientador disponível para acompanhá-lo, ele deve escrever o seu projeto e submetê-lo para aprovação. Os editais sempre saem no início do ano, então fique atento ou já vai escrevendo o seu projeto pra adiantar. Clica no último edital aberto pra você já ter uma ideia.

Edital Projeto de Iniciação Científica – Fev/2019

Mas se você não escreveu ainda e quer dicas, clica abaixo e lá você pode encontrar todas: o que precisa ter no seu projeto, a formatação e etc e aproveita e guarda o link que está em seguida para quando estiver na hora de submeter o seu trabalho. Depois disso, é só aguardar o resultado para iniciar a sua pesquisa!

Orientação para submissão de projeto de pesquisa

Link para submissão de Projetos de Iniciação

E se você ainda assim tem dúvidas ou quer saber mais sobre as demais etapas e finalização do seu projeto, dá uma olhada na apresentação abaixo, que é bem interativa e super fácil de entender e facilite a sua vida acadêmica. Segue ainda o contato do setor responsável na faculdade.

Tudo o que você precisa saber sobre o projeto de iniciação científica

Contato da Coordenadoria de Pesquisa de Iniciação Científica

4.Grupos de Pesquisa

Já os grupos de pesquisa têm por finalidade promover a sinergia de esforços, visando a construção e compartilhamento de conhecimento em torno de temáticas específicas, constituídos por docentes, pesquisadores, estudantes e técnicos, que se agregam em torno de temáticas comuns a serem estudadas por meio de linhas de pesquisa. Eles também dependem de editais de abertura e o aluno precisa sempre estar atento.

Seus objetivos são:

  • Aprofundar o conhecimento sobre uma determinada temática;
  • Estimular a produção acadêmica sobre uma temática específica;
  • Desenvolver a competência de pesquisa de discentes por meio da participação em projetos de pesquisa liderados por pesquisadores do grupo.

Agora se você não tem ideia sobre o que quer se aprofundar, abaixo segue o link dos grupos que são emergentes para pesquisa. Os consolidados ainda estão em fase de atualização e não estão disponíveis no site da faculdade para consulta.

Grupos emergentes de pesquisa

Se você quiser submeter a sua ideia para a aprovação de um novo grupo, faça o download do formulário e mande a sua ideia.

Proposta_de_Grupo_de_Pesquisa__2_

E mais informações, entre em contato com o COPq.

Contato Coordenadoria de Pesquisa – Grupos

Bem, espero ter ajudado a grande maioria que talvez estava um pouco perdida com as famosas horas complementares.

Boa sorte e não deixe para a última hora!

Fontes de pesquisa para esta matéria:

Site do Mackenzie

Ministério da Educação – Perguntas Frequentes

Siga o JP3:

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3

Mais notícias e informações:

Jornal Prédio 3 – JP3, é o periódico on-line dos alunos e antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e a Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito do Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe e escreva! Siga no Instagram!

Um comentário em “O que são e como cumprir com as temidas “horas complementares” no curso de Direito? E qual a diferença entre Ensino, Pesquisa e Extensão?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: