Por Rafaela Cury Silveira

A ideia da coluna é trazer indicações literárias feitas pelos professores da Faculdade de Direito do Mackenzie. Os livros abordados serão aqueles que os docentes consideram essenciais para a formação profissional e também pessoal dos estudantes, ou seja, podem ser tanto obras jurídicas como não-jurídicas.

Nessa edição, entrevistamos o Prof. Flávio de Leão Bastos Pereira , que leciona Direitos Humanos.

Um livro importante para sua formação profissional?

“Eichmann em Jerusalém: Um Relato Sobre a Banalidade do Mal”, de Hannah Arendt 

A obra é um relato de Arendt para a revista The New Yorker sobre o julgamento de Adolf Eichmann, chefe da Seção de Assuntos Judeus no Departamento de Segurança de Hitler. Realizado em Jerusalém, foi o segundo maior julgamento de um nazista, atrás apenas dos Tribunais de Nuremberg. Para o Professor, o livro é uma “brilhante análise filosófica, política e jornalística, (que) identificou como o pensamento medíocre e acrítico por parte de indivíduos burocratizados e manipuláveis podem pavimentar grandes processos de extermínio”. Diferentemente do que todos esperavam, a figura apresentada por Eichmann no tribunal era de um mero funcionário público que agia de acordo com a lei. É a partir disso que a autora cria sua icônica expressão, a “banalidade do mal”. Como lembra o professor, “é este homem comum e medíocre (e não um esperado homem “monstruoso”), o protagonista do mal radical e banalizado em tais processos”.

A obra está disponível para empréstimo na biblioteca do Prédio 45, 2º subsolo.

Resultado de imagem para Eichmann em Jerusalém: Um Relato Sobre a Banalidade do Mal

Um livro importante para sua vida?

“É Isto um Homem?”, de Primo Levi

Sobrevivente de Auschwitz, o autor relata suas vivências enquanto esteve no campo de concentração. O Professor afirma que a obra impactou muito seus pensamentos, pois o fez refletir sobre a importância da democracia e da singularidade de cada ser humano, além de influenciar seu compromisso com os direitos humanos: “este clássico descortinou para mim o grau de miséria moral que pode o ser humano atingir tanto quando aviltado, quanto ao assumir o ódio como caminho, manipulado, despojado de personalidade e capacidade de alteridade”.

Imagem relacionada

O que está lendo hoje?

“Reassessing The Nuremberg Military Tribunals – Transitional Justice, Trial Narratives, and Historiography”, de Kim Priemel e Alexa Stiller 

A escolha dessa obra como leitura atual do Professor se deve aos projetos que ele mantém com pesquisadores de Nuremberg. A obra é a mais recente sobre o nascimento do Direito Penal Internacional, com abordagens atualizadas à luz da teoria da Justiça de Transição.

Siga o JP3:

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3

Mais notícias e informações:

***

Jornal Prédio 3 – JP3, é o periódico on-line dos alunos e antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e a Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito do Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe e escreva! Siga no Instagram!