Direito e Libras, por quê?

Por Vitória Cruz Desde que o mundo é mundo — e, para ser mais específica, desde que a humanidade surgiu como grupo minimamente relevante no cenário terrestre —, a transmissão de informações foi um fator decisivo para a evolução das espécies. No caso dos seres humanos, pinturas nas paredes de cavernas  transformaram-se em gravuras, papiros... Continuar Lendo →

Helicóptero Cor-de-rosa

Por Fernanda Vanetti “E não conseguia compreender e tentava desviar seus mórbidos e desesperançados pensamentos e substituí-los por outros mais razoáveis, mais saudáveis, mas a ideia [da morte] – e não apenas a ideia, mas a realidade tal qual se apresentava – voltava a todo momento para enfrentá-lo.” - A Morte de Ivan Ilitch, Leon... Continuar Lendo →

O que é a operação London Bridge?

Por Luana Carvalho O plano, traduzido para “Operação Ponte de Londres”, foi desenvolvido em 1960 e estabelece o que deve acontecer após  a morte da Rainha Elizabeth II. Um memorando revelou quais são os planos oficiais da realeza para o dia da morte da monarca, sendo que os procedimentos detalhados  foram divulgados pelo site Politico. ... Continuar Lendo →

As visitas

Por Gabriela Ferro Contemplo uma construção de longe Me aproximo, e a essa construção que percebo ser uma casa, chamo de Vida Entro, e exploro seus cômodos  Cada cômodo igual ao outro, todos vazios e cinzas  A noite se aproxima, e com ela vem as visitas Para cada visita ofereço um cômodo  Deixo-as ocuparem seu... Continuar Lendo →

A mulher que amo

Por Anita Araújo Entreguei-me antes de saber que sentimento era esse,Antes de saber que poderia amar outra mulher.Estes lábios foram tocados pela primeira vez por ela,E a ela os pertence. Amo suas madeixas escuras e onduladas,As sardas em seu rosto, concentradas sobretudo em seu nariz,Seus dedos longos e finos.Amo todas as características que repudia em... Continuar Lendo →

Conto de mesa de bar

Por Vitória Cruz Sábado, seis da tarde.  O sol desponta no horizonte e eu quero sair de casa. Me desfaço do emaranhado de lençóis, ando de pés descalços pelo chão de madeira até o banheiro, ligo o chuveiro. Tiro minhas roupas já amassadas de tanto ficar deitada e me olho no espelho. Meus cabelos curtos... Continuar Lendo →

Esse não é um poema sobre amor

Por Anne Weinberg amar é puro paradoxo você me perde (aos poucos) para o que sustenta o nós. histeria, poeira de um sopro resquícios da beleza oculta que o mais puro ódio carrega consigo. agora, escrava do desvario. semente de esperança em um mundo marcado pela chaga da razão. • de uma tarde em que... Continuar Lendo →

Nostalgia: salvação ou escapismo? 

 por Gabriela Ferro O dicionário define “nostalgia” como uma sensação de saudade, seja de uma pessoa, de um lugar ou de uma situação vivida. Essa sensação foi intensificada durante a pandemia e, atualmente, no contexto pós-pandêmico, ela ressurgiu. A nostalgia veio como consequência desse contexto e, tardiamente, como uma forma de sobreviver a ele, sendo... Continuar Lendo →

Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha

por Luana Carvalho No dia 25 de julho, é celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. A data foi inspirada no 1º Encontro de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-caribenhas em 1992, em que grupos feministas negros de 32 países se reuniram na República Dominicana. Nesse evento, foi discutido o impacto do machismo e... Continuar Lendo →

A obra e o legado de Roberto Bolaño

Por Guilherme Calazans Do deserto de Sonora às inomináveis vielas parisienses em que se encontram os imigrantes, Roberto Bolaño concebeu reflexões sobre os mais diversos aspectos da humanidade como poucos escritores conseguiram, talvez por isso seja reconhecido como um dos autores mais brilhantes de sua geração, além de ter dado a luz a pelo menos... Continuar Lendo →

Brasil, uma quase ex-nação

por Rocco Gasparini Na política não há lugar para maniqueísmos. Esta é a mensagem que deve vir da reflexão da tragédia que desembocou nas mortes de Marcelo Arruda e Jorge José da Rocha Guaranho.  Não pode ser que uma sociedade civilizada e democrática tenha que presenciar um ato de tamanha barbárie. Não é admissível que... Continuar Lendo →

Um homem sem lar

Por Anne Weinberg Porque o dia em que você estará presente somente na memória dos seus, em que as suas vontades inacabadas serão motivos de diligência para outros, em que a sua história será motivo de orgulho para muitos, há de chegar. Há de chegar, pois é de costume que chegue, confortando pensamentos tomados por vozes... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑