Paulo Pereira da Silva, 7º semestre

Sob o signo do retrocesso – cuja inspiração resulta das trevas que dominam o poder do estado–, um novo e sombrio tempo se anuncia: o tempo da intolerância, da repressão ao pensamento, da interdição ostensiva ao pluralismo de ideias e do repúdio ao princípio democrático.

As palavras do Ministro Celso Antônio Bandeira de Mello exprimem com clareza o triste e repugnante momento hodierno. O ato de ler/ouvir/assistir às notícias torna-se cada vez mais agônico e deprimente, dado o contexto social que paulatinamente enseja uma nova roupagem da ditadura. Ao vislumbrar eventos de grande repercussão social ocorridos na semana passada [1 a 7 de setembro], passo a fazer análises sintéticas que, liminarmente, já nos indicam a seguinte mensagem: É necessário escolher um lado !

Ciência

ciência.jpg

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) anunciou um corte de 5.613 bolsas de pós-graduação no país. Diretamente atingida pela medida adotada pela equipe de Bolsonaro, a pesquisadora da Universidade Federal do Rio (UFRJ), Gabriela Pinheiro, recentemente aprovada em 1º lugar no programa de doutorado, surpreendeu-se ao saber que, em razão dos cortes, não receberá bolsa. A jovem estuda o potencial do vírus zika no tratamento de tumores  e pesquisa demanda dedicação exclusiva.

Desmonte no conselho de proteção dos direitos da criança

conanda.jpg

O Conanda foi criado em 1991 e tem como função fiscalizar ações e elaborar diretrizes para assegurar a proteção de crianças e adolescentes, no entanto, por meio de decreto publicado dia 05/09, Bolsonaro realizou alterações que diminuem o poder do órgão de tomar decisões e emitir posicionamentos sobre o tema, além de dispensar membros atuais objetivando, na prática, o desmonte do órgão.

Doria manda recolher apostila de ciência

caderno-ciencias-volume1-1

Sob o argumento de “não aceitar apologia à identidade de gênero”, o governador de São Paulo, João Doria mandou recolher, nesta terça-feira (03/09), o material escolar de ciências para alunos do 8º ano do Ensino Fundamental da rede estadual de São Paulo. A apostila explica os conceitos de sexo biológico, identidade de gênero e orientação sexual. Também traz orientações sobre gravidez e doenças sexualmente transmissíveis; No entanto, o material é “improprio”.

Censura de Crivella

crivella

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, protagonizou diversas ações buscando censurar o livro “Vingadores, a Cruzada das Crianças”, pelo fato de os quadrinhos apresentarem páginas com imagens em que dois homens se beijavam. Crivella se justificou dizendo: “a decisão de recolher os gibis na Bienal teve apenas um objetivo: cumprir a lei e defender a família”.

Adolescente negro torturado em Supermercado

Mercado rocoy

Um adolescente de 17 anos que supostamente furtou uma barra de chocolate foi arrastado para as dependências do Supermercado Ricoy, na zona Sul de São Paulo, por seguranças que o despiram, amordaçaram e torturaram com chicotadas. Um vídeo que registra a sessão de tortura viralizou esta semana e tomou repercussão nacional.

A era do bolsonarismo fomenta que, parte da sociedade, bem como de agentes do Estado, expressem de forma direta o que outrora era latente; Enseja que, com respaldo no racismo estrutural, dois homens não somente torturem um jovem negro, mas, também, façam questão de gravar as cenas e as comemorar da forma mais aviltante. Encoraja prefeitos e governadores a praticar atos administrativos carregados de homofobia e todos os tipos de intolerância, que, por vezes, terão anuência do Judiciário, como demonstrou a 2ª Instância do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro ao decidir favoravelmente à censura de livros na bienal do livro; Um “beijo gay”, se torna “mais grave”do que o genocídio da população negra e pautas moralistas tomam a frente dos imensuráveis problemas que enfrenta o estado brasileiro. É como aduz Celso de Mello:

Mentes retrógradas e cultoras do obscurantismo e apologistas de uma sociedade distópica erigem-se, por ilegítima autoproclamação, à inaceitável condição de sumos sacerdotes da ética e dos padrões morais e culturais que pretendem impor, com o apoio de seus acólitos, aos cidadãos da república.

Para além do exposto, é extremamente preocupante os desmontes de órgãos e instituições, ataques que, com uma embalagem de legalidade, buscam centralizar tudo nas mãos do governo federal, que por sua vez, se guia por ideologias retrógradas substanciadas pela extinção de direitos historicamente conquistados por meio de muita luta.  Nitidamente pode-se enxergar a reiterada prática de censura acompanhada de uma perigosa ameaça à democracia.

Não é de se surpreender que o epicentro das investidas do obscurantismo se dê através da censura de livros, do ataque às Universidades e estudantes, da extinção de bolsas de pesquisas, da vedação ao pensamento crítico e da construção de conhecimento. Pois bem, de qual lado você está?

Siga o JP3

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3

Mais notícias e informações:

Jornal Prédio 3 – JP3 é o periódico on-line dos alunos e antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e a Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito do Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe e escreva!