Por Júlia Orciuolo

Em setembro de 2020, a Netflix lançou o filme “Os 7 de Chicago”, que conta a história do julgamento de Tom Hayden, Lee Weiner, John Froines, Rennie Davis, David Dellinger, Abbie Hoffman e Jerry Rubin, sete ativistas que, no final dos anos 1960, foram presos após um protesto contra a Guerra do Vietnã terminar em confronto com a polícia, acusados de conspiração contra o governo.  De acordo com  site Rotten Tomatoes, referência na classificação da qualidade dos filmes, conferiu aos Sete de Chicago 90% de aprovação, baseado na opinião de 269 avaliadores, sendo também indicado ao Oscar

No filme, além de sermos apresentados à história real que norteou a obra cinematográfica, de modo análogo ao que é observado na série American Crime Story: The People vs. OJ Simpson, também disponível na plataforma Netflix, o filme retrata o dia a dia num Tribunal, a preparação dos advogados e dos réus para as audiências e diversos outros conceitos importantes que aprendemos na faculdade aplicados na prática.

Com nomes como Eddie Redmayne, Sacha Baron Cohen, Michael Keaton e Joseph Gordon-Levitt no elenco, a narrativa cativa o telespectador e as duas horas de filme passam extremamente rápido e nos instigam a procurar mais sobre a história do julgamento. Assim, ao término do filme, é muito interessante fazer um comparativo entre a ficção e a realidade principalmente para aqueles que, assim como eu, também não conheciam afundo a história. 

O filme é ótimo para passar o tempo e relaxar depois das provas finais das últimas semanas! Recomendo muito.

Publicado por Júlia Orciuolo


Siga o JP3!

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3


Mais notícias e informações: 


Jornal Prédio 3 – JP3 é o periódico on-line dos alunos e antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e a Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe, observe e absorva!