Brasil, uma quase ex-nação

por Rocco Gasparini

Na política não há lugar para maniqueísmos. Esta é a mensagem que deve vir da reflexão da tragédia que desembocou nas mortes de Marcelo Arruda e Jorge José da Rocha Guaranho. 

Não pode ser que uma sociedade civilizada e democrática tenha que presenciar um ato de tamanha barbárie. Não é admissível que tanta violência seja exercida em nome de uma causa sem sentido. Não é possível que, por causa da ausência de um debate saudável sobre os rumos da nação, dois pais de família tenham sido precocemente tirados de suas famílias.

Estes são os frutos do “nós contra eles”. A eliminação do debate saudável e o redirecionamento do foco do ambiente político em narrativas personalistas vazias são consequências de uma sociedade doente que parece não admitir mais a pluralidade de ideias. O culto irracional à personalidade é um empecilho à democracia e o sintoma da falta de uma liderança nacional orgânica.

Em resposta à tragédia, o presidente que falou em “fuzilar a petralhada” em campanha se coloca em uma posição de indiferença retumbante. Em consonância com Bolsonaro, o vice-presidente da república minimiza o caso, dizendo que não vê a situação como preocupante e que o caso não tem a ver com política.

O enfraquecimento dos valores democráticos, a relativização dos atos de violência e a ausência do debate propositivo são alguns dos principais ingredientes da crise econômica, política e social brasileira. Em qual ponto a sociedade brasileira deixou de discutir propostas concretas e planos de governo para resolver suas diferenças com troca de tiros? Como o Brasil vai sair da crise mais grave de sua história se a discussão sobre os rumos do país não está na pauta de hoje?

O recado foi dado às custas de muito sofrimento e mortes sem sentido: ou a polarização despolitizada acaba, ou o Brasil vai virar uma ex-nação.

Imagem: Débora Britto (Marco Zero Conteúdo) e Ana Clara Moscatelli (Agência Pública)

Bibliografia

Autor desconhecido. “Mundo político repudia assassinato de militante petista no PR, veja repercussão”. Folha de São Paulo, 2022. Disponível em: <Mundo político repudia assassinato de petista no PR – 10/07/2022 – Poder – Folha (uol.com.br)>. Acesso em: 10/07/2022

LOPES, Raquel. “Foz: Mourão fala em briga de quem deve ter bebido antes”. Folha de São Paulo, 2022. Disponível em: <Foz: Mourão fala em briga de quem deve ter bebido antes – 11/07/2022 – Poder – Folha (uol.com.br)>. Acesso em: 11/07/2022

Publicado por Rocco Gasparini

Siga o JP3!

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3


Mais notícias e mais informações:


Jornal Prédio 3 – JP3 é o periódico on-line dos alunos e dos antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e pela Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s