Curso Extensivo de Direitos Humanos

A Assistência Judiciária João Mendes (AJ), órgão de orientação jurídica gratuita à população de baixa renda, dos alunos e antigos alunos da Faculdade de Direito do Mackenzie, anuncia a realização do Curso Extensivo de Direitos Humanos, que será ministrado pelo Dr. Rafael Tcherman, pelo Prof. Dr. Flávio de Leão Bastos e pela Dra. Thayná J. F. Yaredy, que abordarão temas como: erro judiciário, genocídio de povos indígenas e violência institucional.  

Datas e Horários: 

  • 09/12/2021 (Quinta), das 19h às 21h: A palestra “Condenação de Inocentes no Brasil: Principais Causas e Possíveis Soluções” será ministrada pelo Dr. Rafael Tcherman. 
  • 10/12/2021 (Sexta), das 19h às 21h: A palestra “Povos originários no Brasil e violência: as limitações da visão eurocentrista do crime de genocídio” será ministrada pelo Prof. Dr. Flávio de Leão Bastos. 
  • 17/12/2021 (Sexta), das 19h às 21h: A palestra “Enfrentamento à Violência Institucional: Segurança Pública na Perspectiva dos Direitos Humanos” será ministrada pela Dra. Thayná J. F. Yaredy. 

Local: Ambiente Virtual

Certificado: Haverá emissão de certificado de horas complementares para os participantes, na modalidade extensão, no total de 03 (três) horas por palestra.

Investimento: 

Adquirindo as 3 palestras você ganha 20% de desconto. Assim, alunos regulares têm um investimento de R$72 (setenta e dois reais), e alunos bolsistas têm um investimento de R$36 (trinta e seis reais). 

Adquirindo 2 palestras você ganha 10% de desconto. Assim, alunos regulares têm um investimento de R$54 (cinquenta e quatro reais), e alunos bolsistas têm um investimento de R$27 (vinte e sete reais). 

Adquirindo somente 1 palestra, o investimento para os alunos regulares será de R$30 (trinta reais), e para alunos bolsistas o investimento é de R$15 (quinze reais).  

Para as faculdades públicas, o desconto será concedido caso o aluno ou aluna não possa custear o valor integral, em função de alguma fragilidade financeira. Nestes casos, a averiguação do desconto será feita mediante solicitação no e-mail contato@ajjoaomendes.com.

Público alvo: Alunos da graduação ou formados (mackenzistas ou não).

Inscrição: As inscrições devem ser feitas pelo preenchimento do formulário disponibilizado no link abaixo. O preenchimento do formulário não garante a inscrição. O inscrito receberá orientações sobre como proceder com o pagamento após o preenchimento do formulário, e terá o prazo de 48 horas para encaminhar o comprovante de depósito.

Link da inscrição: clique aqui.

Política de cancelamento: O cancelamento da inscrição, com devolução do valor pago, apenas poderá ser feito até o dia 05/12/2021. Após essa data, não haverá devolução do valor.

Dúvidas: Entrar em contato pelo WhatsApp (35) 8875-0732 (Maria Clara) ou (11) 94827-0505 (Beatriz) ou pelo e-mail contato@ajjoaomendes.com. 

Link de aula: O link de aula será disponibilizado no dia do curso, pelo grupo formado via WhatsApp, preferencialmente após as 12h.

Gravação de aula: A aula não será gravada, preservando a imagem e áudio dos professores e alunos envolvidos. 

Rafael Tcherman

Rafael Tucherman é sócio fundador do escritório, é advogado criminalista há 20 anos. Formado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro, uma mais prestigiosas Faculdades de Direito do Brasil, e especialista em Direito Penal Empresarial pela Universidade de Coimbra, Rafael atuou em dois grandes escritórios criminais daquela cidade antes de se mudar para São Paulo, em 2003. No principal centro financeiro do Brasil, Rafael foi sócio do Ráo, Cavalcanti e Pacheco Advogados (antigo escritório do saudoso Márcio Thomaz Bastos, ex-Ministro da Justiça) até o ano de 2009, quando – em conjunto com Dora Cavalcanti e Augusto de Arruda Botelho – fundou o Cavalcanti & Arruda Botelho Advogados, onde permaneceu como sócio até inaugurar o Rafael Tucherman Advocacia Criminal, em 2018. Rafael é também um dos Diretores fundadores do Innocence Project Brasil, versão brasileira do Innocence Project norte-americano, que se dedica a investigar e reverter condenações de inocentes em todo o país. Em sua trajetória profissional, Rafael atuou nos casos criminais mais importantes do país nas duas últimas décadas (Lava Jato, Câmbio Desligo, Satiagraha, Farol da Colina, Monte Carlo, Alstom e Siemens, entre outros), especialmente na defesa de executivos de grandes empresas brasileiras e multinacionais das áreas de construção civil, infraestrutura, agropecuária, financeira e bancária, com interlocução constante com escritórios de outras áreas e países. Além da vasta experiência e amplo conhecimento da área criminal e dos temas conexos – financeiros, tributários, ambientais, concorrenciais e administrativos – Rafael é respeitado por sua discrição, profundidade na análise dos casos e dedicação integral a cada um dos seus clientes, o que explica os muitos êxitos conquistados em sua carreira. Para assegurar que o sócio-fundador esteja à frente de todos os casos e permaneça sempre disponível para todos os clientes, o escritório seleciona criteriosamente os casos em que atua, seja na defesa ou acusação.  

Flávio Leão Bastos 

Pós-doutorado em New Technologies and Law – Mediterranea International Centre for Human Rights Research (Dipartimento DiGiES ? Università ?Mediterranea? di Reggio Calabria, Itália), bolsa integral. Doutor e Mestre em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Coordenador Adjunto da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie (2016- set.2020). Professor de Direitos Humanos e de Direito Constitucional da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Especialista em Direitos Fundamentais pela Universidade de Coimbra (“Instituto Ius Gentium Conimbrigae”/IGC) e IBCCRIM. Especialização em Direitos Humanos pela Universidade Pablo de Olavide, 2006 (Sevilla, Espanha). Especialização em Regulação Concorrencial do Setor Público – Fundação Getúlio Vargas (FGV,2002). Egresso do “International Institute For Genocide and Human Rights Studies” (Zoryan Institute), University of Toronto (Canada), turma de 2014. Co-fundador do Observatório Constitucional Latino-Americano – OCLA. Membro do rol de especialistas da Academia Internacional dos Princípios de Nuremberg/Alemanha. Professor convidado da Escola Judiciária Militar do Estado de São Paulo. Professor convidado da Escola Superior do Ministério Público do Estado de São Paulo (2019). Autor das obras “Genocídio Indígena no Brasil – Desenvolvimentismo entre 1964 e 1985”, Ed. Juruá, 2018 a “Compliance e Direitos Humanos, Diversidade e Ambiental”, Ed. Thomson Reuters/Revista dos Tribunais, 2021, em co-autoria. Atua com o estudo e pesquisa dos temas genocídio; questões indígenas; direito internacional dos direitos humanos e direito constitucional. Membro do Núcleo da Memória da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP. Membro do Comite Academico da Fundación Luisa Hairabedian de Derechos Humanos (Buenos Aires, Argentina). Professor convidado pela Faculdade de Serviço Social da Technische Hochschule Nürnberg Georg Simon Ohm (Universidade Tecnológica de Nuremberg, Alemanha), 2020/2021. Membro do Conselho Fiscal do Núcleo de Preservação da Memória Política (São Paulo) eleito para o triênio 2021-2023. Conferencista no Brasil e no Exterior. Pesquisador Grupo de Pesquisa Sistema de Justiça e Estado de Exceção (PUC/SP ? CNPq). Parecerista da HOMA PUBLICA – Revista Internacional de Direitos Humanos e Empresas (HOMA) e da Revista Jurídica da Escola do Poder Judiciário do Estado do Acre – ESJUD (a partir de 2021). Professor do L.L.M. em Direito da Moda (Fashion Law) e do L.L.M. em Compliance, ambos da Universidade Presbiteriana Mackenzie (Ind. da Moda, Compliance e Direitos Humanos) e do L.L.M. em Constitutional Law Practice da FADISP e Instituto Brasileiro de Estudos Constitucionais (IBEC). Correspondente no Brasil do Blog sobre Justiça de Transição da Universidade de Maastricht – coordenação do Professor Fabián Raimondo (Maastricht University Transitional Justice Blog). Pesquisador selecionado para a Cátedra Otávio Frias Filho sobre Comunicação, Diversidade e Democracia ? Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP) em projeto conjunto com o jornal Folha de São Paulo (a partir de setembro de 2021) sob coordenação do Catedrático Prof. Muniz Sodre de Araujo Cabral.  

Thayná J. F. Yaredy

Advogada, pesquisadora do Núcleo de Estudos afro-brasileiros da Universidade Federal do ABC, mestre do programa de pós-graduação na linha de pesquisa de ciências humanas e sociais da Universidade Federal do ABC, pós-graduada em Direito fundamentais pela Universidade de Coimbra e vice-presidente da Comissão da Igualdade racial da Ordem dos Advogados do Brasil. Atua nas áreas de violência política formação de raça e gênero e é co fundadora da iniciativa tretAqui uma plataforma de denúncia de discurso de ódio nas eleições citada no relatório para OEA em 2018) e do coletivo Me Representa ( uma plataforma de match e ranking político que visibiliza candidaturas vulnerabilizadas).

Postado por Beatriz Leite Rocha  


Siga o JP3!

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3


Mais notícias e mais informações:


Jornal Prédio 3 – JP3 é o periódico online dos alunos e dos antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e pela Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe e fique em casa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s