Rafael Almeida – 2º Semestre

Há alguns dias, quando eu presenciava a temida semana de provas, um dos meus professores disse, na sala de aula, após alguns alunos reclamarem da carga excessiva de estudos daquela semana de provas intensa, que, conforme vamos nos especializando e nos tornando mais profissionais, a responsabilidade aumenta e, consequentemente, ficamos sem dormir, sem lazer, com diversas obras para ler e muitas atividades que “roubam” o nosso tempo. Disse que fazia parte da vida de um “bom profissional” e que deveríamos buscar isso. Será?

NSC Total
NSC Total

Diante de tanta responsabilidade na vida acadêmica, nós estudantes sofremos, constantemente, com as exigências impostas a nós, como dedicação aos estudos das aulas, leituras, provas, trabalhos e tudo o que, segundo o entendimento geral, agrega ao nosso conhecimento. E eu concordo, devemos, sim, dedicar-nos para que sejamos exímios profissionais e, acima de tudo, excelentes pessoas. Mas a que custo suportaremos essa pressão exacerbada?

A romantização do sofrimento profissional e estudantil é algo perigoso. Será, realmente, que quanto mais nos empenhamos em nosso crescimento pessoal e profissional mais nós devemos abandonar ou marginalizar a vida saudável, sem estresse e prazerosa que está além dos estudos e trabalho? Parece-me que a supervalorização do afinco e dos resultados exigidos está dominando os dizeres da sociedade, que exalta os mais “bem-sucedidos”.

“Treine enquanto eles dormem, estude enquanto eles se divertem, persista enquanto eles descansam e, então, viva o que eles sonham”

Provérbio japonês

Vamos, senhoras e senhores, encantar-nos com frases motivacionais e psicologicamente danosas? Vamos, senhoras e senhores, priorizar a batalha competitiva massacrante do sucesso em vez de nossa saúde mental e física? Entrego-lhes a possibilidade de responder estas perguntas.

Siga o JP3

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3

Mais notícias e informações: 

Jornal Prédio 3 – JP3, é o periódico on-line dos alunos e antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e a Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito do Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe e escreva! Siga no Instagram!