Em sua prestigiada obra, escrita em meados do século XVI, Etienne de La Boétie, filósofo francês e humanista, afirma que é possível resistir à opressão sem recorrer à violência, por meio da desobediência civil. Quando a autoridade constrói seu poder com a obediência consentida dos oprimidos, uma estratégia de resistência sem violência é possível, organizando coletivamente a recusa de obedecer ou colaborar, questionando, assim, a legitimidade do governo. Foi com essa ideia que se construíram inúmeras lutas de desobediência civil no século XX, e a mesma ideia levou à queda pacífica de muitas ditaduras.

“Não é vergonhoso ver um número infinito de homens não só obedecer, mas rastejar (…)?”

O livro discute temas como tirania, poder, governo, servidão e até mesmo amizade, pois o domínio de um governo tirano não atinge somente bens materiais, mas, também, os laços afetivos. Será que nós optamos por sermos escravos, mesmo possuindo o direito de sermos livres?

Image result for discurso da servidão voluntária

Postado por Rafael Almeida – 2º Semestre

Siga o JP3

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3

Mais notícias e informações: 

Jornal Prédio 3 – JP3 é o periódico on-line dos alunos e antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e a Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito do Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe e escreva!