O que é a operação London Bridge?

Por Luana Carvalho

O plano, traduzido para “Operação Ponte de Londres”, foi desenvolvido em 1960 e estabelece o que deve acontecer após  a morte da Rainha Elizabeth II. Um memorando revelou quais são os planos oficiais da realeza para o dia da morte da monarca, sendo que os procedimentos detalhados  foram divulgados pelo site Politico. 

Se a rainha falece-se fora do Palácio de Buckingham (seja na Sandringham House, em Norfolk, ou em Balmoral, na Escócia), seu corpo deveria ser transportado de volta a Londres. No dia de sua morte, o seu secretário particular deverá  mandar uma mensagem para o Primeiro Ministro  do Reino Unido, contendo a frase “The London Bridge is down”,  traduzida para “A Ponte de Londres caiu”. A partir de então, todos os 15 chefes de governo dos países em que a rainha é chefe de estado, serão avisados internamente, seguidos  pelos membros do Commonwealth. 

Após esses comunicados, a mídia será informada e um aviso será colocado nas portas do Palácio de Buckingham. Assim, o Príncipe Charles, sucessor direto da rainha, deverá ser declarado como rei. No Reino Unido o comércio e serviços  irão fechar por um dia. 

Imediatamente após a morte, um memorial fechado para ministros acontecerá na catedral de São Pedro, também conhecida como Abadia de Westminster. Embora planejada com antecedência, o documento afirma que a cerimônia deverá parecer “espontânea”. 

Já no dia seguinte à morte, Charles deverá fazer seu primeiro discurso como rei, e no Hyde Park, em Londres, serão colocados 41 canhões em sua homenagem. Assim, o rei terá que fazer um tour pelo Reino Unido, visitando as capitais de cada país. Nesse  tempo, o corpo da rainha permanecerá no Palácio de Buckingham.  

No  quinto dia, o corpo será  transferido para o Palácio de Westminster, para que a população possa  prestar suas homenagens durante  três dias. Além disso, um memorial público, que provavelmente deve ser televisionado,  acontecerá na capela de São George, no Castelo de Windsor. O funeral está planejado para ocorrer dez dias após a morte da Rainha, sendo que seu corpo  será enterrado na capela memorial Rei George VI. O caixão ficará ao lado de onde estão enterrados seus pais, sua irmã, a Princesa Margaret, e Duque Philip, seu esposo. O dia do funeral será oficialmente feriado, sendo que às 11 da manhã, o Big Ben deve tocar. Ainda, 2000 convidados estarão presentes na Westminster Abbey. 

Assim, com os últimos acontecimentos que abalaram o mundo no dia 08/09, o protocolo detalhadamente criado deverá ser seguido. Um ano após o funeral, deverá ocorrer  a coroação oficial do rei Charles, sendo que o dia será feriado nacional. Estima-se que todo esse procedimento custará bilhões de libras para os bancos do Reino Unido, afinal uma nova moeda será impressa com o rosto do novo rei, e o mesmo deverá ocorrer com selos, passaportes e uniformes da polícia. O hino  nacional mudará para “God save the King”, sendo traduzido para  “Deus salve o rei.” Assim, espera-se grandes mudanças mundialmente na monarquia britânica. Como por exemplo, na Austrália há um forte movimento pela independência, e a morte da rainha poderá ser o estopim para tal, podendo iniciar o enfraquecimento final da monarquia britânica. 

Publicado por Luana Carvalho

Siga o JP3!

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3


Mais notícias e mais informações:


Jornal Prédio 3 – JP3 é o periódico on-line dos alunos e dos antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e pela Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s