Dia da Toalha: as aventuras de ‘O Guia do Mochileiro das Galáxias’

Por Sarah Furquim

Esse texto é para os nerds de plantão e para os curiosos. No dia 25 de maio é comemorado o Dia do Orgulho Nerd, também conhecido como Dia da Toalha, em homenagem à obra O Guia do Mochileiro das Galáxias. Assim, as redes sociais ficam cheias de referências e frases que talvez você deva se perguntar: “afinal, do que eles estão falando?”. Não entre em pânico, é nessa hora que eu venho expor alguns bons motivos para você se interessar pelo livro homenageado e pela ficção científica.

No final dos anos 70, foi publicada a obra cômica O Guia do Mochileiro das Galáxias, escrita por Douglas Adams, um escritor caótico e genial. É curioso ressaltar que ele havia desbravado algumas regiões da Europa como mochileiro alguns anos antes, o que o serviu de inspiração. Logo no lançamento, o livro vendeu cerca de 250 mil cópias, tornando-se um sucesso comercial que marcaria o seu legado.

O livro começa com a apresentação de Arthur Dent, um homem extremamente azarado que, em um péssimo dia, tem sua casa demolida. E logo depois, seu planeta (sim, a Terra) destruído. Além de tudo, tem a revelação que seu amigo Ford Prefect na verdade é um alienígena que trabalha como coletor de informações para o “Guia do Mochileiro das Galáxias”, que se trata de uma enciclopédia de detalhes preciosos que são seguidos como dicas por aqueles que querem desbravar o espaço. É muita informação em um delicioso caos para processar.

A título de curiosidade, um dos conceitos interessantes sobre o guia, que talvez você já tenha ouvido falar, é o número 42. Na saga, 42 é a resposta para todas as questões fundamentais da vida e do universo. Assim, Adams satiriza a necessidade de as pessoas sempre procurarem respostas para tudo. Para solucionar esse problema, é construído um robô capaz de responder a qualquer dúvida. Dessa forma, ao questionarem o robô sobre “o sentido da vida, o universo e tudo mais”, o robô explicou que seria necessário um prazo de milhares de anos para que os cálculos pudessem ser feitos até se chegar a uma solução, e quando isso ocorreu a resposta foi apenas o número 42.

Ademais, o guia apresenta um importante objeto utilizado por todos os mochileiros: a toalha. Ela é essencial e extremamente útil para os viajantes em situações inusitadas, por exemplo, em certa circunstância pode ser usada como agasalho quando atravessar as frias luas de Beta de Jagla ou então simplesmente para agitá-la em situações de emergência para pedir socorro. Além disso, há o seu valor psicológico, conforme Ford Prefect:

Por algum motivo, quando um estrito (isto é, um não mochileiro) descobre que um mochileiro tem uma toalha, ele automaticamente conclui que ele tem também escova de dentes, esponja, sabonete, lata de biscoitos, garrafinha de aguardente, bússola, mapa, barbante, repelente, capa de chuva, traje espacial, etc. Além disso, o estrito terá prazer em emprestar ao mochileiro qualquer um desses objetos, ou muitos outros, que o mochileiro por acaso tenha ‘acidentalmente perdido’. O que o estrito vai pensar é que, se um sujeito é capaz de rodar por toda a Galáxia, acampar, pedir carona, lutar contra terríveis obstáculos, dar a volta por cima e ainda assim saber onde está sua toalha, esse sujeito claramente merece respeito.”

Assim, como nota-se, a toalha tem um enorme significado para a obra de Adams. Quando o escritor faleceu em 2001, os fãs quiseram homenageá-lo e se uniram para a criação do Dia da Toalha. Porém, vale lembrar que o Dia do Orgulho Nerd se juntou a outra data comemorativa: 25 de maio também é o dia em que estreou o primeiro longa-metragem da saga Star Wars (1977). 

Por fim, caso não tenha lido, recomendo a leitura de O Guia do Mochileiro das Galáxias, o qual tem riqueza de detalhes e elementos que despertam a nossa imaginação e reflexão, com questões existenciais e problemas do cotidiano.

Fontes:

“O Guia do Mochileiro das Galáxias”, de Douglas Adams. Publicado no Plano Crítico, em 24 de agosto de 2015.

“Don’t Panic! As viagens de ‘O Guia do Mochileiro das Galáxias’. Publicado no Canaltech, em 09 de agosto de 2016.

Publicado por Sarah Furquim


Siga o JP3!

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3


Mais notícias e mais informações:


Jornal Prédio 3 – JP3 é o periódico on-line dos alunos e dos antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e pela Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe!

1 Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s