JP3 Indica: “Bad Vegan”, série documental na Netflix

Por Luana Carvalho

A quem estiver procurando uma série documental sobre crimes reais, o JP3 Indica traz “De Rainha do Veganismo a Foragida (Bad Vegan)”. Os quatro episódios já chegaram na Netflix e dá para assistir tudo em dois dias. 

O documentário conta a história de Sarma Melngailis, uma chef nova-iorquina dona do restaurante Pure Food and Wine — onde servia pratos veganos e crus. O empreendimento logo se tornou um sucesso. No salão, celebridades se reuniam todas as noites para provar as delícias do cardápio — Owen Wilson, Tom Brady e Chelsea Clinton são alguns dos nomes que costumavam frequentar o estabelecimento. Porém, em 2011, ela se apaixonou por Shane Fox, na verdade Anthony Strangis,  que conheceu por meio de uma conversa pelo Twitter e essa ligação acabou em um casamento trágico com fraude, golpes, dívidas e prisão. A chef dá longos depoimentos em todos os episódios, uma forma interessante de entender alguns crimes mais subjetivos, como extorsão e sua complexidade, e como o sistema jurídico americano lidou com a situação. 

Entretanto, como toda história tem dois lados, percebe-se com os depoimentos dos funcionários que Sarma também teve sua parcela de culpa e tudo é apresentado de forma envolvente por absurdos e crenças místicas presentes. A parte mais intrigante é o ponto de partida para todos esses crimes: Shane, observando a vida da moça, prometeu a imortalidade de seu cachorro — e ela faria qualquer coisa por isso. Para entender melhor como tudo isso foi possível, a série trabalha com uma linha cronológica que apresenta inclusive conversas de WhatsApp e e-mails. 

A história é bem densa. Começamos conhecendo o passado de Sarma, como se tornou chef de cozinha e seu casamento com outro chef — que abriu o restaurante Pure Food and Wine com ela. Com o fim do casamento, o restaurante ficou com a chef, mas ela teria que pagar por sua parte da empresa, sendo essa a sua primeira dívida. O segundo episódio aprofunda mais a conturbada relação com Shane, quem dizia trabalhar em um ramo perigoso e viajava frequentemente. Preocupada com a segurança do namorado, ela faz a primeira transferência. O desenvolvimento do terceiro episódio gira em torno da greve dos funcionários, que não recebiam durante o tempo em que Shane ficou no controle do restaurante. O último episódio foca na época em que ficaram foragidos e como foi o desfecho do casal e sua prisão. 

Vale a pena assistir a série inteira, é bem envolvente e os registros de conversas e ligações tornam tudo ainda mais surreal. Entender como ela sentia que tinha algo errado, mas mesmo assim acreditava nos poderes do amante, não seria possível somente com um breve relato como o presente neste texto. 

Publicado por Luana Carvalho


Siga o JP3!

Instagram: @jornalpredio3

Facebook: fb.com/jornalpredio3


Mais notícias e mais informações:


Jornal Prédio 3 – JP3 é o periódico on-line dos alunos e dos antigos alunos da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, organizado pelo Centro Acadêmico João Mendes Júnior e pela Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie (Alumni Direito Mackenzie). Participe!

1 Comment

  1. Tinha ouvido comentarem dessa série mas não tinha entendido muito bem a proposta, mas agora com certeza vou assistir, amo séries sobre crimes principalmente os reais e com esse relato minha vontade de assistir só aumentou!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s