Próximo dia 25/01, o Programa MackCidade (saiba mais aqui e aqui) participará da Virada da Mobilidade, organiza “Maratona Diária pela Vida“, atividade que promove transformação de mobilidade efêmera (um dia) valorizando o pedestre e os acessos de quem realmente precisa de atendimento. Objetivo é mudar a realidade da via que dá acesso aos oito institutos que integram o Hospital das Clínicas.

Para os alunos da Faculdade de Direito do Mackenzie, haverá concessão de horas complementares, nas modalidades pesquisa e extensão, conforme edital (aqui).

Reconhecer o pedestre como protagonista da cidade, gerando qualidade de vida e sustentabilidade, é a principal meta do “Maratona Diária pela Vida”, que acontecerá em São Paulo, no dia 25 de janeiro de 2018, na Avenida Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, das 10h às 17h. A via dá acesso a quase oito institutos do complexo do Hospital das Clínicas (HC) da USP e foi pouco pensada para as pessoas que circulam diariamente no local. Seja para atendimentos de emergência, consultas, acompanhamento de parentes ou realização de exames, todos sofrem com a má conservação das calçadas, o trânsito de carros que prejudica o acesso das ambulâncias, a falta de banheiros públicos e a pouca oferta de locais para comer. O problema é ainda mais grave se considerar que boa parte do movimento é de pessoas com mobilidade reduzida.

Para saber mais sobre o evento, clique aqui.

O Programa de Extensão MackCidade: Núcleo de Direito e Espaço Urbano como escopo principal a transformação na sociedade civil, através de um processo de pesquisa para o reconhecimento de dados e informações a serem estudados pela comunidade docente e com o apoio acadêmico e empírico dos discentes da comunidade mackenzista. O produto fruto desse Programa alcançará o Estado e a sociedade civil, na medida em que as ações práticas poderão se consolidar, também, em implementação propostas de políticas públicas.

O impacto transformador do Programa visa superar desigualdades, privilégios e exclusões, amparando carências presentes nos procedimentos administrativos e jurídicos ora vigentes para a efetivação de direitos na cidade, que se demonstram ineficientes, altamente burocráticos e prejudiciais às necessidades do cidadão.
Alinhada à Nova Agenda Urbana Mundial, o núcleo se faz importante e relevante no papel da academia na construção de cidades mais humanas, territórios mais democráticos e limpos, protegendo o meio ambiente e fomentando o desenvolvimento sustentável das cidades e comunidades no longo prazo.

21032649_478932772465644_3004911367870271540_n

As informações desta matéria foram extraídas dos sites das entidades mencionadas.